A conta salário

A partir de 2 de janeiro de 2009 a conta salário passou a valer para contratos assinados anteriormente a 6 de setembro de 2006. Para os outros contratos ela já estava valendo desde abril de 2007.

A conta salário garante ao trabalhador do setor privado escolher o banco onde quer receber seu salário e lhe garante ainda:

– Isenção de CPMF ou tarifas para a transferência da conta salário para a conta corrente, mesmo se forem em bancos diferentes;
– só pode ser movimentada com cartão magnético;
– não pode receber créditos de outras fontes nem depósitos, a não ser o salário do trabalhador;
– fica restrito a no máximo 5 saques e 2 consultas nos terminais de auto-atendimento;
– o crédito tem que ser efetuado na mesma data do débito na conta do empregador;
– não tem direito a cheque especial;
– não pode realizar aplicações financeiras.

Serviços isentos de tarifa na conta salário:

  • Fornecimento de cartão magnético
  • Cinco saques parciais ou totais, por evento de crédito
  • Transferência de crédito do salário da conta salário para conta corrente em outro banco
  • Dois saldos mensais nos terminais de auto-atendimento ou nos guichês
  • Dois extratos mensais contendo a movimentação dos últimos 30 dias
  • Manutenção da conta salário

Anúncios

Retrospectiva 2008 – Economia

Sobre a economia – que esteve conturbada nesse ano com a recente “crise”, que já começa a afetar também o Brasil, fui sucinta porque esse blog não se propõe a discutir assuntos econômicos, nem me considero habilitada para tanto. Limitei-me a noticiar a extinção da DAI pela Receita Federal e postar sobre uma das saídas para a economia brasileira através do incentivo à agricultura.

Postagens relacionadas ao tópico:
Receita Federal extingue Declaração Anual de Isento
Agricultura é a saída

Links mais acessados

  • Nenhum

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Contato