Indulto de natal

Uma das coisas que eu não entendo é porque todo ano tantos presos são liberados no natal, sendo que em vez de aproveitar para passar o natal com a família, uma grande parcela deles aproveita para voltar à vida criminosa e nem retorna à prisão.

Eu morava até poucos anos atrás numa pacata cidadezinha com 10.000 habitantes, só que havia 2 presídios lá. Uma amiga de minha filha voltou a morar lá depois de morar vários anos em São Paulo, com fama de ser tão perigosa.

Pois por uma ironia do destino, um grupo de detentos que havia saído no indulto de natal não só roubou seu carro como também a agrediu, e só foi pego 40 km  e dois assaltos depois. Tantos anos morando em São Paulo e nada lhe havia acontecido, foi acontecer numa cidadezinha pacata do interior.

Creio que os critérios para que os detentos pudessem usufruir dessa regalia deveriam ser mais rigorosos para evitar que a população ficasse à mercê de mais esses bandidos, que deveriam estar atrás das grades ou passando o natal com a família, e não engrossando as fileiras de marginais a colocarem em risco a integridade do cidadão comum.

As normas poderiam ser revistas, tendo em vista que tudo está bem no papel mas na prática o que se constata a cada ano é o aumento da criminalidade na época de final de ano. Exames e avaliações psicológicas deveriam ser feitas para se constatar que o detento está mesmo apto a sair sem colocar em risco seus semelhantes.

Que seja um direito de alguns detentos passar o natal em paz com a família, desde que esse direito não prive os cidadãos comuns de também terem um natal só de amor e paz.

Leia também:

O trabalho como agente reintegrador

A ficha criminal

A penitenciária-escola

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. agrj
    fev 09, 2009 @ 11:58:20

    Não adianta nada!!!

    Com as prisões que temos, ninguém muda nem aprende!!

    tem que terceirizar as prisões e utilizar a pulseira/caneleira/o que for para rastrear estes bandidos onde estiverem!!!

    []s

    Dinho

    http://agrj.wordpress.com

    Responder

    • Zailda Coirano
      fev 11, 2009 @ 09:18:00

      Eu desde adolescente defendo a idéia da prisão agrícola, onde o preso teria que trabalhar provendo seu sustento e onde uma boa parte da produção fosse vendida a preços baixos na comunidade para as pessoas carentes.
      Soltar os presos no natal me parece que é expor a sociedade a riscos desnecessários.

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Links mais acessados

  • Nenhum

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Contato

%d blogueiros gostam disto: