10 motivos para o divórcio

Há milhares de motivos para o divórcio, assim como para o casamento.

Há milhares de motivos para o divórcio, assim como para o casamento.

Eu não sou bem uma especialista no assunto mas de tanto ver as pessoas se separando acho que dá pra falar alguma coisa. Além de ter me separado ‘algumas vezes’ também sou filha de pais separados, então…

Não quero também dizer que estes sejam os ‘principais’  motivos, mas são 10:

Traição – claro que esse motivo tinha que estar aqui, não que seja o mais importante, mas acho que a maioria acha que sim. Quando eu me separava era comum as pessoas perguntarem: ‘ele te traiu?’ Da terceira vez esse foi o motivo, mas das outras não.

Incompatibilidade – os dois até podem se amar, mas são tão diferentes que não conseguem nunca entrar num acordo. Podem viver a vida toda brigando ou optar pela separação. Há casais que vivem às turras a vida inteira e nunca conseguem entrar num acordo a respeito de onde ir nas férias, em que escola matricular o filho ou até mesmo de que cor pintar a casa. Pode ser muito estressante e acabar com a relação.

Ciúme excessivo – um pouco de ciúme pode até levantar o astral do outro (dizem) mas ciúme demais acaba transformando o paraíso em inferno. Ter alguém fazendo cena o tempo todo pode ser uma das coisas mais insuportáveis da vida a dois. Eu me separaria, com certeza.

Imaturidade – ela casa procurando um pai ou ele quer uma mãe. Quando descobrem a dura realidade não conseguem se adaptar. Ela vive reclamando que ele não lhe dá atenção ou ele quer tudo na mão, ‘como sua mãe fazia’. Quem casa quer um companheiro ou companheira e não ser babá 24 horas por dia. Sinceramente, não dá.

Desvios de caráter – aqui vão incluídos todos eles, como mentir, por exemplo. Ou ser injusto. Ou… O fato de conviver com alguém que mente acaba fazendo com que duvidemos de tudo o que diz e conviver com alguém que não é confiável é um pé no s… Se eu descobrisse uma mentira importante acharia que era um bom motivo para o divórcio, se a relação já andasse mais pra lá do que pra cá.

Incompatibilidade sexual - pode ser um problema, as pessoas se casam também para ter sexo. E se a hora do sexo – que devia ser a mais gostosa – acaba virando briga e a cama vira ringue ou campo de batalha, será que não está na hora de procurar sua turma? Pequenas incompatibilidades podem ser contornadas, mas algumas são mais complicadas, e se a relação não vale tanto a pena, será que vale tentar? Um homem com baixa libido casado com uma mulher que quer sexo todo dia vai ter problemas. Se o homem é fissurado em sexo anal e a mulher acha que isso é coisa de gente pervertida, como conciliar? A menos que mantenham o casamento de fachada e façam sexo com outras pessoas eu prevejo um futuro negro para essa relação.

Falta de diálogo – se o casal não conversa e não decide as coisas em conjunto vão acabar brigando feio por qualquer coisa e o tempo todo. Os meus vizinhos vivem brigando um com o outro em altos berros, o dia inteiro e noite adentro. Um faz uma coisa, o outro desfaz. Um quer fazer de um jeito, o outro diz que ‘só passando por cima do meu cadáver’. Um diz ‘vai porque eu sou o pai’ e o outro ‘não vai porque eu sou a mãe’. Eu não aguentaria essa situação por muito tempo e nem acho que valha a pena viver a vida toda assim até que a morte os separe. Ou lhes dê uma trégua, melhor dizendo.

Competição – a competição já afundou muitos casamentos, porque se um dos dois é inseguro ou se acha ‘abaixo’ do outro podem começar a competir. E o pior é que a competição não se resume a mostrar que um é melhor ou ‘superior’ ao outro, também vale destruir a auto-estima do companheiro ou companheira. Ou seja, se eu não consigo chegar tão alto quanto eu acho que você está vou te derrubar para que fique mais baixo que eu. Casamentos assim acabam com o amor-próprio e a auto-estima. Os casais costumam suportar um relacionamento assim porque acabam se ‘viciando’ nesse comportamento de viver derrubando o outro e isso alimenta a auto-estima de quem acha que está por cima. Quando um dos dois começa a não seguir a sua parte no ‘padrão’ o casamento costuma afundar.

Agressividade – pessoas que não controlam a agressividade são difíceis no convívio e a vítima sempre é quem está mais próximo. Normalmente são os homens os agressivos e usam desde gritos e palavrões até ameaças e mesmo violência física. Difícil de aguentar, prefiro virar freira e fazer voto de castidade que aturar isso. Mas tem quem goxta…

Falta de amor – tem gente que casa por dinheiro ou por segurança ou por outro motivo qualquer, existem milhares de motivos para o casamento, mas acho que o amor é o mais importante de todos. Podem me chamar de romântica, visionária, etc. Mas para mim o amor é fundamental, porque se amando às vezes o convívio já fica difícil, se não amar como a gente vai suportar os defeitos do outro? Só amando mesmo, quando o amor acaba o casamento ‘murcha’ e morre.

Claro que faltam muitos motivos aqui, se há milhares para casar há também milhares para divorciar. No meu caso nem testei todos os motivos ainda, só tenho 4 ex-maridos e nem penso em me separar do atual, mas isso prova que eu acredito no casamento. O fato de ter-me casado pela quinta vez há 2 anos mostra o triunfo da ESPERANÇA sobre a EXPERIÊNCIA.

About these ads

41 Comentários (+adicionar seu?)

  1. marcos
    jan 14, 2009 @ 19:31:36

    Cara Zailda, embora você encare esses quatro divórcio como bricadeira, infelizmente isso só comprova sua total falta de DEUS em sua vida. O casamento foi instituido por DEUS, para que um homem e uma mulher se tornassem uma só carne. Lei João cap. 4 da Bíblia, e você entenderá o que Jesus disse à mulher samaritana que teve mais de 5 maridos. Espero que você possa ter um encontro pessoal com Jesus Cristo, reconhecendo que Ele é seu Senhor e Salvador, só então encontrarás paz para o seu coração. DEUS té abençoe.

    Resposta

  2. Trackback: incompatibilidade.net - 10 motivos para o divórcio « Words
  3. Trackback: Fique por dentro Divorcio » Blog Archive » 10 motivos para o divórcio « Words
  4. Mariana
    abr 17, 2009 @ 16:39:40

    Cara Zailda,
    Sou produtora de tv e gostaria de um contato telefônico seu, é possível?
    Att,
    Mariana

    Resposta

  5. Juliana
    abr 19, 2009 @ 20:25:02

    Acabei de me separar por varios desses motivos. Estou sofrendo muito porque ainda existe amor.

    Resposta

  6. Delmo
    jun 17, 2009 @ 12:15:21

    Casamento é a maior cilada… Com ele vem
    – falta de dinheiro
    – brigas
    – dívidas
    – brigas
    – discussões
    – brigas
    – falta de sexo
    – brigas
    – falta de amor
    – briga
    – escravidão
    – brigas
    – o unico lugar para passear vai ser a casa da mamae dela
    – brigas
    – agressão física
    – brigas
    – descanso só quando morrer
    – brigas
    – lavar louças
    – brigas
    – depressão
    – brigas
    – competição
    – brigas

    Enfim, é uma armadilha, um treco horrivel e satanico

    Resposta

    • Erika
      abr 13, 2013 @ 17:47:18

      Que exagero. No meu caso casamento trouxe bastante prosperidade financeira… se o casal trabalhar é dinheiro em dobro e dívidas quase pela metade a começar pela moradia.. . lavar louça tem que lavar sendo solteiro ou casado… a não ser que vc seja aqueles filhinhos da mamãe.. e que a mãe sempre fez tudo por vc.. roupa, cama e louça suja.

      Resposta

  7. RUBEN
    nov 16, 2009 @ 10:45:40

    NINGUEM É TÃO BOM A PONTO DE VIVER SÓ, PELO MENOS EU SINTO FALTA DE UMA COMPANHIA FUI CASADO SÓ POR 6 MESES E VIVI TODAS AS COISAS DITAS NESTA REPORTAGEM , UMA EXPERIENCIA TRAUMATICA MAIS EU ACREDITO NO CONCEITO DE FAMILIA.. ME ARREPENDO POR NÃO TER SIDO UM BOM MARIDO HOJE ASSUMO MEU ERRO… CASEI INEXPERIENTE E ENCONTREI TODO TIPO DE INCOMPATIBILIDADE, NAMORAR É UMA COISA E CASAMENTO É OUTRA.. ENTÃO O MAIS IMPORTANTE DE TUDO É NAMORAR NO CASAMENTO…….

    Resposta

    • Wagner
      dez 25, 2009 @ 19:30:37

      Ruben você é o cara, aí!
      Até que enfim encontrei um sujeito que em pouco tempo só aprendeu tudo.
      Congratulações.
      Wagner.

      Resposta

      • Zailda Coirano
        dez 26, 2009 @ 00:32:40

        É Wagner, você tem razão, não é tão simples assim como parece, lendo o comentário do Ruben. Se assim fosse, eu que não sou burra nem nada, não estaria já na quinta tentativa. O que mostra que, das duas uma (escolha a opção que + lhe agradar):

        – ou eu demooooooooooooro pra aprender

        – ou eu sou teimosa de carteirinha.

        Um abraço
        Zailda Coirano

        Resposta

  8. Carla Tavares
    mar 06, 2010 @ 23:53:44

    Pois é… o que eu acho que não é fácil são os relacionamentos em geral, e quando se tornam intimos, fica ainda mais dificil, pois o outro passa a conhecer todas as nossas fraquezas, e nem toda a gente suporta isso. Para muita gente dói demais estar sózinho. Mas é aqui que devem ter cuidado, pois dessa forma acaba-se por colocar no outro a razão de todas as nossas esperanças e alegrias. Acho que não devemos estar “carentes” quando decidirmos ficar a sério com alguém, porque temos que estar preparados para dar apoio, não somente para receber. Eu sei que isto é teoria, mas na prática acredito que nos ajuda a aceitar melhor os defeitos do outro. Pois os defeitos serão então um sinal de alerta de que o outro precisa de ajuda. Mas o casamento não é um contrato de auto ou hetero-ajuda, mas de partilha e outras coisas que vou deixar que seja, vocês a dizer. Agora, por favor a senhora ai cima que falou de Jesus, não difame o nome de Deus, pois quando Jesus falou daquela mulher, a samaritana, podia estar a falar de qq um de nós, de qualquer pessoa que não consegue relacionar-se e que já desistiu, mas atirar pedras não é nada cristão, e antes de falar teorias, experimente você mesmo. Eu creio em Deus, de todo o meu coração, mas acho que a Sua mensagem é para repreender e ajudar, mas, repreender deve ser com amor, e, ajudar, deve ser com disciplina. Os relacionamentos são dificeis porque nós somos dificeis. Os jovens teriam relações mais duradouras, se soubessem dar valor ao que têm. E os mais velhos, se soubessem desde cedo o que sabem hoje, teriam feito tudo muito melhor. Mas eu acho que no meio de tudo, só há mesmo uma coisa que nos pode ajudar, e isso é precisamente o amor. Toda a gente quer ser amado.

    Resposta

  9. Renato de Melo
    mai 21, 2010 @ 18:43:48

    Sou casado há 15anos e vivo muito bem com minha amada, sou evangélico, e já passei por varias situações que estão sendo colocada nessa pagina, porém sempre me esforcei muito para superar todads as dificuldades de um casamento, desde criança coloquei no meu coração a vontade de casar e viver até a morte ao lado de minha amada, acredito no casamento feliz e duradouro, o problema é que as pessoas não querem mais superar os contratempos de um casamento e não querem perseverar para buscar uma restauração do relacionamento e logo querem partir para um outro relacionamento em busca de um amor platonico. Mais quando cai na realidade o outro casamento cai na mesma rotina, o segredo para um casamento feliz é a superação dos pontos negativos um do outro é a cada dia ajente melhorar nosas atitudes em relação ao nosso casamento. É você que decide ter um casamento duradoro, travéz de dialogo, cumpricidade, companhrismo, proteção, amizade e amor com essa informação você pode ter um casamento de sucesso.

    Resposta

  10. Ricardo Luís
    out 06, 2010 @ 14:26:13

    Olá Zailda Coirano , eu e minha esposa somos pastores evangéicos em Caraguatatuba -SP e nós gostariamos (com a sua permissão ,é claro) de divulgar um pouco sobre o que você pensa do casamento . tudo bem ?

    Resposta

  11. Wellington Gama
    mai 21, 2011 @ 10:56:47

    Olá Zaida, tudo bem? Quando estava para me separar de minha mulher, adoeci, o medico disse a ela que nao voltaria mais a andar, acabavmos de perde quase 3bilhord fr cruzeiros. neste meio tempo uma Senhora me disse que era muito mal agradecido a Deus. Tentei justificar, mas foi em vão. Suas palavras ficaram martelando, e comecei a ler a biblia e comecei a conhecer a Deus de uma forma como nunca imaginara. A partir daí minha vida começou a mudar. Fui curado e até hoje nao tomo mais qq tipo de remédio, e principalmente; pela primeira vez consegui dizer a minha esposa que a amava, diante de mais de 50 pessoas no primeiro culto que participei.
    E a partir deste momento muitas e muitas vidas foram restauradas casamento que estavam a beira da falencia, tomaram novo vigor.
    Quando conhecemos o que Deus tem preparado para nós, e buscamos, tomamos posse, vivemos suas promessas. E podemos ver que isto acontece em todo o mundo. O Senhor tem nos levado a muito casais para recuperação.
    Quando deixamos de viver peloque pensamos ser certo, e aprendemos a viver em obediencia, gozamos de sua graça. Entrega tua vida ao Senhor e o mais ELE fará! E tenho certeza de que voce nos dará seu testemunho de intimidade com Deus. Nós te amamos!

    Resposta

  12. Wellington Gama
    mai 21, 2011 @ 11:01:30

    Olá Zaida, tudo bem? Quando estava para me separar de minha mulher, adoeci, o medico disse a ela que nao voltaria mais a andar, acabavmos de perde quase 3 bilhoes de cruzeiros. Neste meio tempo uma Senhora me disse que eu era muito mal agradecido a Deus. Tentei justificar, mas foi em vão. Suas palavras ficaram martelando, e comecei a ler a biblia e início de uma vida com Deus de uma forma como nunca imaginara. A partir daí minha vida começou a mudar. Fui curado e até hoje nao tomo mais qualquer tipo de remédio, e principalmente; pela primeira vez consegui dizer a minha esposa que a amava, diante de mais de 50 pessoas no primeiro culto que participei.
    E a partir deste momento muitas, e muitas vidas foram restauradas casamento que estavam a beira da falência, tomaram novo vigor.
    Quando conhecemos o que Deus tem preparado para nós, e buscamos, tomamos posse, vivemos suas promessas. E podemos ver que isto acontece em todo o mundo. O Senhor tem nos levado a muito casais para recuperação.
    Quando deixamos de viver peloque pensamos ser certo, e aprendemos a viver em obediencia, gozamos de sua graça. Entrega tua vida ao Senhor e o mais ELE fará! E tenho certeza de que você nos dará seu testemunho de intimidade com Deus. Nós te amamos!

    Resposta

    • Zailda Coirano
      dez 19, 2011 @ 09:07:48

      Olá Wellington
      Você encontrou suas respostas, mas eu não creio que Deus nos colocou no mundo para se Ele mesmo a solução de nossos problemas. Já me disseram que Deus dá o frio conforme o cobertor, e isso para mim significa que devemos procurar encontrar soluções, pelas quais responderemos a Ele um dia.
      Um abraço
      Zailda Coirano

      Resposta

  13. YukihirO
    jun 05, 2011 @ 15:23:27

    Estou namorando a 1 ano e 6 meses e 5 dias! Qro muito me casar com Raphaela minha namorada tbm qr muito casar comigo! E esses 10 motivos vao me servir pra que eu n deixe que aconteça do pior pq pode ser q aconteça todas, mas q a compreençao d um e do outro e o amor vai poder evitar maiores problemas! Os problemas sao infinitos, nunca acabaum!

    Resposta

    • Zailda Coirano
      dez 19, 2011 @ 09:08:53

      Ótimo, uma das causas de tudo o que eu mencionei é que a gente casa com o coração, quando deveria também usar a razão, para impedir que esses problemas que mencionei se instalem.
      Boa sorte!

      Resposta

  14. Henry GN
    ago 11, 2011 @ 14:23:28

    Morro de rir quando um crente vem e coloca Deus e/ou o Diabo em tudo.
    Ele se esquece de que o ser humano TEM o livre arbítrio…
    Se você se casa com uma pessoa, e ela torna sua vida um inferno, o BOM SENSO diz que você deveria se separar. E perante Deus, o LIVRE ARBÍTRIO diz que você pode fazer isso sim.

    Mesmo porque, entre se separar – e manter um casamento perigoso (e pior ainda, se sujeitar a ter e/ou criar seus filhos perto de uma pessoa problemática) – “o segundo é certamente um mal muito maior do que o primeiro”.

    (E se Deus fez o ser humano a sua imagem e semelhança, então Deus também tem o BOM SENSO de entender as coisas desta forma.)

    Resposta

  15. Natanael
    dez 05, 2011 @ 09:49:26

    Na verdade, a maioria das pessoas não sabe e não conhecem o que é amor, falam de amor por ouvir alguém falar, mas não sabe definir o que é. Portanto, torna-se inútil discutir um assunto que é unicamente baseado em amor e cujo autor disso é Deus, com quem não conhece e não quer saber disso.
    O livre arbítrio é extremamente importante na hora da escolha, se você escolheu errado antes de casar, realmente o resto vai dar errado mesmo, a não ser que ambos decidam amar um ao outro e buscar construir uma relação verdadeira.
    Amor não é sentimento, é decisão.
    Quem casa buscando a sua própria felicidade está fadado ao fracasso, pq nós humanos somos falhos e nunca iremos satisfazer o outro em sua totalidade, mas quando casamos buscando a felicidade do outro, os interesses do outro, se doando, isso é amor.
    O amor não busca seus próprios interesses, se entender isso e aplicar na sua vida, vc vai ver quantas coisas irão mudar.
    É um desafio constante, a decisão de amar é o tempo todo, ninguém na história da humanidade ousou pronunciar que amar seria fácil, tem que pagar um preço e esse preço é a renúncia.
    Por isso meu caro Henry, bom senso e livre arbítrio quando buscam seus próprios interesses se resume em egoísmo.
    Por isso conhecer a Deus e amá-lo em profundidade é vital para entender a viver e saber que nós somos inúteis sem Ele.
    Muitos dizem que amam, acreditam e querem a Deus, mas não estão disposto a conhecê-lo de verdade.
    Não dá pra falar de vida se não quisermos conhecer o Autor dela.

    Resposta

  16. Zailda Coirano
    dez 05, 2011 @ 09:58:34

    Naturalmente que para amar é necessário estar disposto a renunciar e lutar pela felicidade dos dois, mas também está claro – pelo menos para mim – que qualquer dos 10 motivos citados no artigo é motivado por egoísmo e falta de consideração da “outra parte” envolvida. O amor só é verdadeiro e gratificante se for recíproco, se o egoísmo e a falta de amor estão presentes do outro lado, creio que temos o direito de procurar alguém que possamos amar de verdade e que também compreenda o verdadeiro significado de amor. Que não tem nada a ver com religião. Amar a Deus não me obriga a amar quem não me ama nem me respeita. E todos temos o direito não só de amar, mas também de sermos amados.

    Resposta

  17. Josias Almeida
    dez 12, 2011 @ 10:51:47

    Eu estou casado a 7 anos e tenho um filho de 4 anos, vivemos bem os primeiros anos, sou evangélico e não tive outras experiências sexuais em toda a minha vida, mas a medida que o tempo foi passando no casamento notei que minha mulher não tem o mesmo ritmo sexual que eu, ela está muito mais lenta que eu e quase sempre foi assim, eu estou infeliz porque não estou realizado sexualmente e não posso ter nenhum tipo de relacionamento com outra mulher, porque seria adultério, se eu adulterar não conseguirei esconder por muito tempo pois é pecado e vou para o inferno com certeza, mas se eu revelar , posso perder minha esposa e meu filho e isso eu não quero, mas também está difícil viver uma vida infeliz na cama, e agora para completar asa ofertas externas começam a chegar, tem outra mulher que se diz infeliz na cama com o marido e que pela sua estória, me leva a pensar que essa mulher seria ideal para mim na cama, aí aparece um sentimento dentro de mim de tristeza e de raiva, porque se minha mulher não fosse tão fria, eu nunca teria dado ouvidos para outra, mas agora já dei ouvidos e apesar de não ter acontecido nada ainda entre eu e essa mulher estou me apaixonando por ela, minha mulher se queixa que é feia , que é gorda, que tem vergonha que eu a veja, coisa que eu nunca me queixei até mesmo porque sinceramente não levo isso em consideração, e isso ela coloca como motivo de sua frieza, essa outra mulher diz que a chamam de saco de ossos porque ela é bem magra, como ela tem o que para mim faz diferença que é apetite sexual, ela está me deixando doido, eu não sei o que fazer, já pensei até em me separar para não traír.

    Resposta

    • Zailda Coirano
      dez 12, 2011 @ 11:13:15

      Josias, o melhor seria você tentar ter essa conversa com sua mulher. Tentar entender os motivos dela também, já que ninguém é obrigado a ter o mesmo apetite que outra pessoa. Para que um casamento dê certo temos que aprender a nos adaptar às necessidades do outro (e isso vale tanto para você quanto para sua mulher). Se para você ter suas necessidades atendidas é mais importante que seu casamento e sua família, vá em frente. Uma pessoa egoísta não vai mesmo conseguir manter uma relação sólida por muito tempo. Mas se você parar um pouco de pensar no que é melhor pra você, no que te satisfaz, etc. e começar a olhar para o que é melhor para a relação, melhor para os dois, melhor para sua família, tenho certeza de que junto com sua mulher encontrarão um caminho bem melhor do que separar-se só porque o ritmo dela é diferente do seu. Uma pergunta, que é mais para que você reflita (não precisa me responder): ao longo dos anos, o que você tem feito para que sua mulher se sinta desejada e amada?
      Um abraço e boa sorte.

      Resposta

  18. Josias Almeida
    dez 13, 2011 @ 10:06:03

    Todos os dias eu Digo que a amo, Digo que ela é minha gata, proponho novas formas na hora H, convido para sair a dois , só eu e ela para termos o nosso momento mas ela nunca sai sempre tem a desculpa do nosso filho, Levo ela ao shopping para passear com nosso filho, além de trabalhar duro e mostrar a ela que essa obrigação é minha a de trabalhar para sustentá-la e a nosso filho, apesar de não proibi-la de trabalhar , isso eu deixo em aberto para ela, toda vez quando chego em casa eu a abraço e a beijo, para que ela saiba que é amada e desejada também, mas ela não tem uma reação reciproca. Houve um tempo que ela reclamava que eu trabalhava demais e nunca estava em casa para ficar com ela e nosso filho, eu troquei de emprego e de horários só para ter mais tempo para ela e nosso filho mas nada mudou, agora eu estou em casa e continua a mesma coisa, eu começo a achar que ela não tinha vontade de ficar comigo ela tinha só medo de eu estar com outra. Na verdade ao longo dos anos eu só tenho desanimado pois eu é que estou ficando igual a ela me sentindo indesejado minha auto-estima está indo de mal a pior.

    Resposta

  19. Josias Almeida
    dez 13, 2011 @ 11:32:38

    Para ter uma mulher com quem eu não tenho uma vida sexual, eu não preciso de uma esposa, eu preciso de uma colega, , uma irmã , uma mãe sei lá. quando a gente se casa a gente também procura sexo e gostoso, se eu quisesse só ter um filho, tem tantas crianças aí sem ter onde morar, eu adotaria um.

    Resposta

    • Zailda Coirano
      dez 19, 2011 @ 09:11:41

      Pois é, Josias. Quando a gente JÁ TEM UMA SOLUÇÃO DECIDIDA, qualquer coisa que digam em contrário a gente também já tem uma resposta pronta para rebater. Me parece que você já decidiu, então boa sorte em sua decisão.
      Um abraço

      Resposta

  20. Zoélio Besungle
    dez 19, 2011 @ 08:30:29

    Depois que casamos, nossa vida só andou pra tras, estamos em mais de 6000 endividados por culpa dela, e ela inda bota a culpa em mim, temos um filho de 4 anos que esta adoecido pelas nossas agressões fisicas e verbais (ja tentei esfaquear minha esposa), ja tentei incendiar a casa, ela ja me agrediu, e hoje cada vez q to vltando pra casa do meu trampo, torço pra que o buzão bata e eu morra logo. Ela nao quer o divorcio só pq eu pago as contas,

    Resposta

    • Zailda Coirano
      dez 19, 2011 @ 09:13:29

      Zoélio, essas são as consequências de casamentos cheios de problemas, a gente briga, se agride, fica com depressão. Será que continuar com isso é a melhor solução?
      Eu não estou aqui para indicar soluções porque cada um sabe o que é melhor para si, ou tem a capacidade de pensar e descobrir. Publiquei o artigo para que as pessoas pensem e tirem suas conclusões.
      Um abraço

      Resposta

  21. Fabiana
    dez 28, 2011 @ 11:02:12

    Zailda,

    Estou muito confusa acho que vou fazer os 6 anos com meu marido, mais em junho/2011 tivemos a crise dos 5 anos. Ouvir conselhos e resolvir dar uma chance, temos um filho de quase 3 anos. De lá pra cá, tenho tentado continuar, mais a cada dia me enrolo mais e mais. Hoje resumo nossa relação em falta de compreensão, dialogo e financeiro. Fui criada só com minha mãe, e por isso sou individualista e amante da liberdade. Hoje um programa a dois, é uma luta (por causa dele) sobre meu filho tudo é comigo. To cansada de ter que cuidar de duas pessoas, e eu? Sou totalmente independente, eu que opino em tudo, compramos o Ap e vendemos o carro depois disso ele parou no tempo (com 30 anos) nem um esporte não faz mais, e eu buscando me estabilizar no mercado , ter e dar uma qualidade de vida a meu filho, tenho sentido atração por outros homens. Enfim me dê um norte. Abs!

    Resposta

  22. Maria Augusta Tim
    jan 06, 2012 @ 10:43:05

    Parece que os problemas do casamento são todos iguais. Estou separada há 3 anos, meu marido preferiu sair de casa para viver suas aventuras sexuais, só que não foi como ele pensou ,teve decepções,aí ele quis voltar prá mim, não consigo por mais que me esforce em ACREDITAR NELE, tudo o que ele fala eu desconfio e ele não mudou em nada continua fazendo as mesmas coisas erradas de sempre.Eu fiquei prejudicada,não tive mais ninguém até hoje, penso que nenhum homem se interessa por mim, não saio pra me divertir, tenho medo que pensem que virei a casaca. E aí Zilda, o que é que eu faço? Me dê uma luz.

    Resposta

  23. anderson
    fev 01, 2012 @ 11:52:57

    eu sou casado a mais de 20 anos e tenho uma personalidade forte, e acredito que isso seja um problema serio no relacionamento ao longo do tempo, então resolvi mudar. comecei a ser mais aberto, ser mais amigo e conversar mais com minha esposa. e para minha surpresa, ela me confidenciou que estava gostando de um outro homem, pois, o acha atencioso, e bonito fisicamente. eu no primeiro momento fiquei sem chão e não sei o que fazer, como eu fui o primeiro homem da vida dela, acho que ela esta confusa com tudo isso que esta acontecendo, ou seja,de eu ter mudado repentinamente. porem conversamos muito e ela falou que que me ama ainda, e que não quer que eu vá embora. porque era isso que eu ia fazer. no entanto resolvi ficar ao lado dela para dar uma força. até porque eu não quero que ela me abandone. eu amo muito minha esposa, mas tenho que respeitar a decisão que ela tomar no futuro. só que agora estou sempre com uma pulga atras da orelha. sempre desconfiado. e isso dói muito!

    Resposta

  24. Dener
    abr 09, 2012 @ 10:03:57

    Infelizmente todos nós temos traços indesejáveis. Quem nunca deu uma resposta grosseira, falou uma mentira, evitou dialogo…a realidade é que todos nós somos assim. Porem, uma coisa é termos esta tendência, outra bem diferente é nutrirmos esta tendência. O que ajuda muito para se conseguir um bom casamento é ter uma verdadeira espiritualidade que promoverá o mesmo conceito e objetivo na vida.
    Como você esperaria de um cônjuge lealdade, bondade, brandura… se ele não preza tais valores no dia-a-dia? Vou dar um exemplo: O que vocês acham de uma pessoa que procura um bom marido ou esposa num lugar que promove a satisfação sexual? As pessoas hoje frequentam lugares que realçam seus desejos! Será que uma pessoa que leva a sério a lealdade ficaria exposta a pornografia onde incita desejos e fantasias com outras pessoas fora do leito conjugal? infelizmente, quantas vezes agente ouve falar de casais que assistem pornografia juntos!!! será que por fazerem isto estarão solidificando confiança e desejo um do outro ou estariam nutrindo desejos e fantasias que talvez só serão satisfeitas fora do leito conjugal?
    Quem criou o casamento?
    Porque não procurar as orientações dele para tanto procurar um bom companheiro como para manter um casamento feliz?

    Resposta

    • Leticia
      ago 25, 2012 @ 00:46:14

      Ola,tenho 28 anos e to no terceiro casamento e este ta quase acabando, eu acredito na instituição família e casei sempre acreditando q era p sempre, mas, o primeiro morreu e o segundo foi uma tentativa de eskecer o falecido… agora tive uma filha no ultimo casamento, nao sei se eu sou dificil ou meu atual q é, todo mes tem briga e ele quer separar mas em seguida ta de bem e eu nunk sei se ele ta de bem ou nao, é uma relação q ta me cansando.

      Resposta

    • Leticia
      ago 25, 2012 @ 00:47:53

      Ola,tenho 28 anos e to no terceiro casamento e este ta quase acabando, eu acredito na instituição família e casei sempre acreditando q era p sempre, mas, o primeiro morreu e o segundo foi uma tentativa de eskecer o falecido… agora tive uma filha no ultimo casamento, nao sei se eu sou dificil ou meu atual q é, todo mes tem briga e ele quer separar mas em seguida ta de bem e eu nunk sei se ele ta de bem ou nao, é uma relação q ta me cansando… tem mais sofrimento q satisfação!

      Resposta

  25. fernando Oliveira
    abr 15, 2012 @ 21:05:13

    Muito bom seu texto Zilda. mais concordo com o Delmo, ” casamento é uma cilada”, por mais que você selecione a pessoa com quem vai casar e por mais paciente que seja, sempre acaba mal. Eu amo as mulheres, mais elas parecem que foram feitas pelo capeta. Estou no meu segundo casamento e com certeza não vou desistir, mais que é uma cilada é.

    Resposta

  26. maria
    jun 09, 2012 @ 21:39:15

    Nao tenho comentario, apenas partilhar uma situacao de vivo ja aproximadamente a 8 anos. Sou casada a 10 anos e meu marido trai-me e nessa relacao resultou em 2 filhos. Sinto que ele tem interesse em mim, mas quer manter a relacao com a outra, morro de ciume e de um tempo para ca so penso no divorcio. Tenho medo de desfazer alegria dos meus tres filhos de apenas 9,7, 3 anos. O que faco? Sinto-me humilhada e morro de vergonha. Ajudem me

    Resposta

  27. Zailda Coirano
    jun 10, 2012 @ 00:25:18

    Olá Maria! Se você não é muçulmana e nem vive no Oriente Médio, acho que não há muito o que pensar. Como o Cadinho da novela, o que ele quer é um harém, e cabe a você decidir se merece ter uma relação adulta e de doação com alguém que se dedique a você ou se acha que merece apenas os restos.

    Resposta

  28. Maira
    set 06, 2012 @ 15:27:49

    Sou casada a 3 anos e o motivo principal pelo qual me casei foi pq eu estava grávida. Namorei muito pouco tempo com meu marido e ainda por cima foi um namoro à distância. Ele morava em SP e eu em BH. Namoramos menos de 1 ano e nos víamos somente uma vez no mês. Na época eu estava muito apaixonada e tb era mto nova. Qdo eu disse a minha mãe que eu estava grávida, ela fez uma pressão psicológica enorme e fiquei com medo de ficar sozinha, sei lá insegurança tb de ter que criar um filho sozinha. Enfim, acho que casei pelos motivos errados, a paixão acabou e hoje estou sofrendo muito porque ultimamente estou pensando muito em me separar. Ao contrário da Maria, acho que a felicidade dos filhos é a coisa mais importante sim, mas qdo se divorcia de alguém não quer dizer que irá separar dos filhos tb. Bom além disso, meu marido é mto ciumento, me sinto acuada com ele as vezes, sinto que minha personalidade mudou por causa dele, não tenho mtos amigos porque ele não gosta que eu saia, ou que converse com outras pessoas. Tô muito infeliz e as vezes até me pergunto se a culpa disso tudo é minha, se eu não devia tentar mais? Mas como tentar se me sinto destruida por dentro? Viver fingindo é a pior coisa do mundo! Será que o casamento tem que ser pra sempre mesmo quando nos sentimos infelizes? Eu me sinto triste quando penso em pedir o divórcio por puro receio de magoá-lo muito mas acho que essa será a melhor solução para minha vida e a dele tb.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Links mais acessados

  • Nenhum

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Contato

Follow me

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: